Confira as Novidades do Nosso Site VER OS FILMES

(21) 3557-8705

0

Mulheres Condenadas - 1955

  • Diretor Lewis Seiler
  • Código: A-1871-DRA
  • Disponibilidade: Em estoque
R$7,00

Durante a década de 1950, duas presidiárias são enviadas para uma prisão estadual de segurança máxima. Uma das duas mulheres é um reincidente que conhece muitos dos reclusos e guardas da prisão. Ela quase sente vontade de voltar para casa, para sua família na prisão. A outra mulher é uma pessoa decente, uma agressora primária que não é criminosa. Ela matou sem querer uma criança em um acidente de carro. Ela é muito jovem, casada e tem medo de estar na prisão. Seu estado mental é muito frágil. A prisão feminina fica ao lado da prisão masculina. As duas prisões são separadas por um muro alto, mas existem maneiras secretas de passar de uma prisão para a outra. O diretor Brock está encarregado da prisão masculina, enquanto Amelia van Zandt é a diretora cruel e cruel da prisão feminina. Os guardas são severos e não muito amigáveis, pois, eles também, tema a ira de sua guardiã van Zandt. O único raio de esperança e decência neste inferno terreno é o médico da prisão, Dr. Crane. No entanto, o bom médico tem pouco poder ou voz no funcionamento diário da prisão. Ele tenta ao máximo proteger seus pacientes, os mais vulneráveis ​​de todos os presos. Neste inferno humano, os dois recém-chegados, a dona de casa Helene Jensen e a falsificador Brenda Martin, devem sobreviver. A novata na prisão Helene Jensen decide ficar perto da veterana presa Brenda Martin para aprender as cordas da vida na prisão, mas isso pode não ser suficiente para garantir a sobrevivência de Helene. Ele tenta ao máximo proteger seus pacientes, os mais vulneráveis ​​de todos os presos. Neste inferno humano, os dois recém-chegados, a dona de casa Helene Jensen e a falsificador Brenda Martin, devem sobreviver. A novata na prisão Helene Jensen decide ficar perto da veterana presa Brenda Martin para aprender as cordas da vida na prisão, mas isso pode não ser suficiente para garantir a sobrevivência de Helene. Ele tenta ao máximo proteger seus pacientes, os mais vulneráveis ​​de todos os presos. Neste inferno humano, os dois recém-chegados, a dona de casa Helene Jensen e a falsificador Brenda Martin, devem sobreviver. A novata na prisão Helene Jensen decide ficar perto da veterana presa Brenda Martin para aprender as cordas da vida na prisão, mas isso pode não ser suficiente para garantir a sobrevivência de Helene.

Ficha Técnica
Título no Brasil Mulheres Condenadas
Título Original Women's Prison
Ano de Lançamento 1955
Idioma Inglês
Legenda Português, Espanhol
Cores Preto & Branco
Qualidade Sem Menu (DVD-Rip)
Gênero Drama, Crime, Film-Noir
Duração 79 Min. Aprox.
Direção Lewis Seiler
Países de origem Estados Unidos
Elenco Ida Lupino, Jan Sterling, Cleo Moore, Audrey Totter, Phyllis Thaxter, Howard Duff, Warren Stevens, Barry Kelley, Gertrude Michael, Vivian Marshall, Mae Clarke, Ross Elliott, Adelle August, Don C. Harvey, Juanita Moore, Edna Holland, Lynne Millan, Mira McKinney, Mary Newton, Diane DeLaire, Frances Morris, Murray Alper, Eddie Foy III, Lorna Thayer
Curiosidades
Você Sabia? ** Devido à popularidade do filme na década de 1980, a Sony Pictures o lançou na caixa Bad Girls of Film Noir: Volume II. ** Durante uma sequência mostrando eventos simultâneos em uma prisão mista (homens de um lado da parede, mulheres do outro), as mulheres são vistas no quintal em tempo ensolarado com uniformes de mangas curtas, enquanto o lado dos homens é chuvoso, com prisioneiros em casacos pesados.
Crítica
Nota MULHERES ATRÁS DAS GRADES: ** A ala feminina de uma prisão de segurança máxima dá as boas-vindas à loira peróxido de seio, Jan Sterling (como Brenda Martin), uma presidiária que retornou. Ao lado dela está o arrependido agressor primário Phyllis Thaxter (como Helene Jensen), uma dona de casa simples condenada por homicídio culposo após matar acidentalmente uma criança. Na divisão masculina, o condenado por assalto à mão armada Warren Stevens (como Glen Burton) é pego tentando se esgueirar para o lado feminino, onde sua esposa Audrey Totter (como Joan) está cumprindo pena como cúmplice. Cuidando das mulheres está a diretora ligeiramente sádica Ida Lupino (como Amelia van Zandt). Com um colarinho levantado e salto alto, a Sra. Lupino dirige um navio apertado. Sua crueldade é equilibrada pelo gentil médico da prisão Howard Duff (como Doutor Crane) ... | ** Quaisquer que sejam suas intenções, "Woman's Prison" é mais divertido do que contundente. O produtor Bryan Foy parece ter buscado um realismo fortemente dosado com um apelo popular sinistro. O resultado é perversamente divertido. As apresentações são rigidamente afetadas, o que é apropriado. Lewis Seiler e sua equipe seguem e elogiam os personagens. A melhor cena pode ser o tumulto inevitável, que é realizado simplesmente afirmando. "Acione o interruptor mestre que abre todos os portões." Sem confusão, o Sr. Seiler e o fotógrafo Lester White são eficazes com panorâmicas suaves e close-ups sombrios. Em um bom elenco de apoio, a estrela dos anos 1930 Mae Clarke (como Matrona Saunders) faz alguns comentários excelentes sobre "fotos de prisão", antes de ver uma no Bijou. | ****** Prisão Feminina (1955/02) Lewis Seiler ~ Ida Lupino, Jan Sterling, | Fonte: IMDB

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom